.
DJ Para Casamento
DJ Para Casamento
Boa tarde, hoje é, 22/07/2014 Seja bem vindo.
"Excelência em Casamento"
 
 
Home
A Empresa
Serviços
Galeria de Fotos
Contato/Orçamento
Depoimentos
Dicas e Sugestões
Parceiros
Curiosidades
Matérias
Músicas

Dança dos Noivos! Super Interessante

 
 
   
   
  Iluminação de LED  
   
   
   
     

Curiosidades

Cortejo Passo a Passo

 


Rico em tradições e costumes, o casamento atravessa os séculos alimentando o sonho romântico de casais apaixonados. Um ritual permeado de detalhes que só fazem aumentar seu encanto.
Entre as principais passagens está o cortejo que abre a cerimônia com toda pompa e circunstância que a ocasião merece. Um momento de grande impacto cênico, onde noivos e demais envolvidos na boda obedecem às regras da liturgia que valorizam ainda mais esse momento sublime.
Com muitas particularidades, apresentar um cortejo perfeito exige conhecimento prévio de seus preceitos. E com o intuito de colaborar nessa tarefa, selecionamos as mais freqüentes dúvidas em relação ao assunto e convidamos quatros experientes organizadores de eventos para elucidá-las.

É recomendável ensaio para o cortejo?
Pessoalmente, não gosto de en­saios. Acho que um pouco da emoção se perde. Um cerimonial bem organi­zado supre essa necessidade, direcio­nando todos os envolvidos no cortejo, no dia do casamento. Vale ressaltar, também, que para as crianças – da­minhas e pajens – o ensaio não traz muitos benefícios, por que a igreja vai estar vazia, não tem música, nem foto, nem vídeo, não tem estresse, não tem roupa apertando. Enfim, é uma outra realidade que pode, inclusive, criar uma falsa expectativa para o dia da ce­rimônia e intimidá-las a participar do cortejo.

Quem recebe os convidados na che­gada à cerimônia?
Em uma cerimônia judaica, o noivo, ao lado de seus pais e da mãe da noiva, fica na entrada da sinagoga recepcionando os convidados. Já nu­ma cerimônia católica, cabe à equipe do cerimonial essa função, enquanto o noivo, seus pais e a mãe da noiva estão na sacristia com os padrinhos e aguardando o início da cerimônia.

Ainda prevalece o costume dos con­vidados assistirem a cerimônia reli­giosa em lados específicos na igreja ou templo?
Essa era uma prática mais tradicio­nal, que já não se aplica. Atualmente os convidados se acomodam no es­paço da cerimônia com mais espon­taneidade, escolhendo o posiciona­mento que for mais conveniente. No entanto, se for de interesse dos noivos manter esse costume, a tra­dição indica que do lado esquerdo do corredor central, os bancos são destinados aos convidados da noiva; e do lado direito, aos convidados do noivo. Porém, lados contrários po­dem ser preenchidos na medida em que isto se fizer necessário para que todos tenham assento. Para facilitar essa distribuição, uma pessoa do ce­rimonial pode ficar encarregada de receber os convidados à entrada e orientá-los quanto ao lado que de­vem ocupar, indagando se são con­vidados do noivo ou da noiva. Da mesma forma, alguns lugares mais nobres, como os assentos da primei­ra fila, podem ser reservados com uma etiqueta, para acomodação de convidados mais importantes ou mais idosos.

O atraso da noiva é uma tradição que deve ser seguida? Sim ou não – e por quê?
O atraso da noiva não deve ultra­passar 30 minutos. Mais do que obe­decer a um costume, o objetivo deste atraso é também garantir a chegada
de todos os convidados e, em conse­qüência, ter a igreja completa para a cerimônia.

Na sua opinião, o início do cortejo deve ser anunciado?
Não existe nenhum tipo de regra ou tradição específicas para iniciar um cortejo nupcial. Em geral, é a música que determina esse momento. Bastam os primeiros acordes para que todos os convidados presentes à cerimônia saibam que está se iniciando o ritual.

A ordem de entrada em um cortejo de casamento é igual para rituais ca­tólicos e judaicos?
Num casamento ortodoxo judai­co entram primeiro o noivo com seus pais, depois os familiares mais próxi­mos (irmãos, avós e tios) e em seguida a noiva com seus pais. Nos casamen­tos judaicos em geral, o mais usual é o noivo entrar primeiro com sua mãe, seguidos do pai do noivo com a mãe da noiva, depois os familiares. Pode até existir alguns “padrinhos” em se­guida – que não existem na tradição judaica mas que são incorporados, co­mo uma homenagem a amigos espe­ciais. Em seguida, damas de honra e, finalmente, a noiva com seu pai.
Já no casamento católico, era usual o noivo aguardar a noiva no altar, jun­to aos seus pais, a mãe da noiva e os padrinhos. Hoje, o mais praticado é um cortejo iniciado pelos pa­drinhos – porque eles são as teste­munhas do casamento, logo devem as­sistir toda a cerimônia – intercalando um casal de padrinhos da noiva e um do noivo, sucessivamente, sendo de padrinhos da noiva o primeiro casal a entrar. Após a pausa suficiente para que o corredor fique livre, geralmen­te com uma música diferente, entram a mãe da noiva de braços com o pai do noivo, e se colocam próximo do altar, do lado esquerdo, voltados para os convidados. Novamente livre o cor­redor central, entra o noivo, de braço direito dado à sua mãe. Chegados ao altar, ficam posicionados à direita – e passam a aguardar os demais partici­pantes. Depois é a vez das daminhas e pajens. Finalmente, o grande mo­mento: a entrada da noiva com o pai.

Qual a melhor maneira de organizar a entrada das daminhas e pajens?
Esta é uma escolha da noiva, mas eu sempre recomendo que as crianças entrem sozinhas, com uma música só para elas. Nem sempre as daminhas e pajens têm idade suficiente para se comportarem de acordo com o ritual. Às vezes choram, ficam tímidos etc. Então, se houver algum imprevisto, is­so não compromete a entrada da noiva que merece toda a atenção só para ela.

Como deve ser apresentada a entra­da da noiva?
A entrada da noiva é o ápice do cortejo para a cerimônia, o momen­to mais esperado por todos. Pede um clima especial. Em uma cerimônia em igreja, o portal é fechado para a sua chegada que – além de preservar a imagem dela descendo do carro e se arrumando – tem um significado litúrgico, representando a passagem do profano para o sagrado.
É também a hora das fanfarras e da música escolhida exclusivamente para a entrada triunfal da noiva, de braços dados com o pai.

Qual o lado que se posiciona o pai da noiva no cortejo e por quê?
O pai da noiva entra do lado es­querdo, ou seja, dando o braço di­reito para a sua filha. Isso, porque o noivo estará esperando a noiva do lado direito do altar – o que facilita a passagem para as mãos do futuro marido, num movimento discreto e tranqüilo. Ao chegar ao altar, o pai deverá cumprimentá-la com um bei­jo. A noiva passa o buquê para a mão esquerda, e o pai dirige-se para o la­do esquerdo do altar para ficar ao lado da mulher. (Flávia Cavaliere)

Na ausência do pai da noiva, quem entra com ela?
Fica a critério da noiva. Em geral é um parente próximo – do sexo mas­culino, claro – como um tio, irmão, primo. Ou, ainda o padrasto ou um amigo íntimo da família. Algumas noivas, na ausência da figura paternal, preferem entrar sozinhas na cerimô­nia. (Lúcia Gershony)

E no caso da noiva ter pai vivo, mas ter sido criada por um padrasto. Com qual dos dois ela entra?
É uma situação extremamente par­ticular, e fica a total critério da noiva. No entanto, salvo algum problema de ordem familiar, o mais comum é a noiva entrar com seu pai biológico. (Amarilis Vianna)

Qual a disposição dos pais e padri­nhos dos noivos no altar?
Enquanto a noiva e seu pai atraves­sam o corredor central da cerimônia, a mãe do noivo deve posicionar-se à direita e um pouco para frente do al­tar. O noivo também se posiciona à direita numa posição um pouco mais direcionada para a ala central. Já o pai do noivo e a mãe da noiva se posicio­nam à esquerda do altar (veja a figura). Ao final do cortejo, o noivo recebe a noiva, cumprimenta o pai dela, que por sua vez se posiciona à esquerda, ao lado da mulher. Nesse momento, o pai do noivo vai para a direita, ao encontro da mãe do noivo.
Quanto aos padrinhos, ao longo de seu cortejo se dirigem para o lado cor­respondente no altar: direito, do noivo, esquerdo, da noiva; e tomam lugar nas cadeiras especialmente dispostas para eles, ou, caso a igreja não
comporte, ocupam os primeiros bancos reserva­dos aos padrinhos. Também é costume no Brasil os padrinhos esperarem os noivos no altar, sem passar pelo corte­jo.

E no caso de pais separados e casa­dos novamente, como ficam esses pares no altar?
Esta é outra situação em que a sen­sibilidade dos noivos e a relação com os pais determinam a solução. Mas, de modo geral, este é o momento dos pais biológicos compartilharem diretamen­te com seus filhos, independente de terem formado novas famílias. Uma forma elegante de incluir os atuais par­ceiros dos pais no contexto da cerimô­nia é, por exemplo, convidá-los para serem padrinhos.

Em qual posição ficam os noivos no altar?
O sacerdote assume seu lugar ten­do às costas o altar e à frente o genu­flexório onde estão posicionados, para o início do ritual, a noiva à esquerda e o noivo à direita.
Nesse momento, as damas e os pa­jens podem ficar sentados embaixo, nas laterais do altar, em lugares reser­vados a eles.

Terminado o ritual religioso, como deve ser a ordem de saída do cortejo ?
Terminadas as fotos com os pais diante do altar, o noivo dá o braço direito à noiva, e descem ao átrio, atravessando o templo rumo à porta principal. Os noivos são seguidos das crianças, pais da noiva, pais do noivo e os padrinhos de ambos.

Qual a vantagem da fila de cum­primentos após a cerimônia?
É um costume válido para cerimô­nias sem recepção. Caso contrário, en­quanto parte dos convidados entra na fila, a outra segue para a festa. Os noi­vos, no final, acabam não cumprimen­tando todo mundo e ainda chegam muito tarde na recepção. É mais acon­selhável ir direto para a comemoração e aproveitar o ambiente descontraído para agradecer a presença dos amigos e parentes ao longo da festa.
Mas caso os noivos e seus pais fa­çam questão, a fila de cumprimentos pode ser disposta, no caso da cerimô­nia ter sido realizada numa igreja, de preferência na sacristia. Ou caso con­trário, numa área reservada especial­mente para essa finalidade.
O formato mais usual na disposi­ção da fila é o seguinte: a noiva e o noivo; a mãe seguida do pai da noiva; a mãe do noivo seguida do pai. Esta ordem reflete o fato de que o convite para a cerimônia, hoje em dia, é feito pelo casal de noivos, portanto em to­das as etapas da celebração eles é que são os principais anfitriões.

Colaboração:  Kathia Pompeu

Carlos Sales DJ para Casamento

 

 
Aliança
A cerimônia de casamento
Buquê
Buquês e seus significados
Casamento
Chá de cozinha
Chuva de arroz - ritual Chinês?
Cortejo Passo a Passo
Comemorações de aniversários de casamento
Curiosidades IMPRESCINDIVEIS casamentos - Parte I
Flores no caminho
Lua de mel
Padrinhos guarda-costas
Posição da noiva e noivo
Santo Antônio
Vestido de noiva
Véu de noiva
   
 
 
DJ Para Casamento DJ Para CasamentoDJ Para Casamento
Publicidade
Coral para Casamento
 
 

Alessandra e Henrique

Desde a apresentacao da empresa, contratacao, preparacao e realizacao do evento.

Voces sao otimos!!!! Nosso casamento foi um sucesso!!!

Pode ter certeza que as indicacoes serao realizadas com muito prazer!!!

.....................................

 

.....................................
.
.....................................
Vanessa e Cyro
 
 

..............................................................................................................................................................................................................

CONHEÇA A DJ PARA CASAMENTO

PARA VOCÊ

MÍDIA

.

............................................................................................................................................................................................................

DJ para Casamento (11) 2597-3113 / (11) 9.9667-6777 - Todos Direitos Reservados - 2014 Carlos Sales
Conheça o site Noivas & Cia tudo para casamentos e festas e o CASAMENTO busca , onde para casar e festejar é só buscar